quarta-feira, 23 de outubro de 2013

O que pensam/falam de mim, importa? - Parte 2 (Morte do Champignon)


Queridos bons leitores, desenvolvo esse artigo tratando mais uma vez do efeito psicológico que permitimos acontecer conosco mediante a opinião alheia. Fiquei realmente atordoado em saber de uma provável vítima, o Champignon, ex-baixista da banda Charlie Brown Júnior. Depois da morte do Chorão, vocalista da banda, Champignon e os integrantes da banda decidiram criar outro grupo musical, cujo qual, Champignon passou a ser o vocalista. Alguns meses depois, na madrugada de 9 setembro de 2013 pra ser mais exato (segunda-feira), ele foi encontrado morto em sua própria casa. Infelizmente, tudo indica que este homem cometeu suicídio com um tiro na cabeça. Quero citar um fator, não determinante, mas fortemente influenciador. Segundo as mídias, poucas horas antes de morrer ele desabafou com um amigo sobre ter recebido críticas em relação a nova banda, A Banca. Disse que, na manhã de domingo, entrou em seu facebook e viu uma montagem postada mural, em que o acusava de “Judas”. Judas Iscariotes era um dos doze discípulos citados na Bíblia, conhecido na história cristã por ter sido o traidor de Jesus. (...)"Era a foto nova de A Banca, escrito em cima: 'Os Mercenários'. Na frente do Champ escreveram 'Eu sou Judas' – diz o Perí Carpigiani”. Logo depois, ao prosseguir uma conversa por telefone com seu amigo, o Perí, Champignon afirma: “A galera não sabe pelo que a gente está passando”.
            Champignon era reconhecido como um dos melhores baixistas do Brasil, e seu talento era indiscutível. É claro que existem traços de personalidades e várias subjetividades, mas quero focar num ponto crucial já citado em outros artigos. “O que vão falar ou pensar de mim?”. Sempre tratei esse assunto com seriedade, já que o tratava como uma barreira que não permitia realizar sonhos, amores e prazeres. Mas agora vejo que o negócio é mais embaixo, além de não permitir viver uma vida que vale a pena, tem aparecido como forte influenciador no suicídio. Não vou repetir o estudo já realizado, você pode encontrá-lo no blog. Separei conselhos e filosofias de grandes homens da história da humanidade, um ensinamento em comum que todos eles deram para sermos felizes, sonhadores, firmes e termos uma vida de verdade.

Não tente adivinhar o que as pessoas pensam a seu respeito. Faça a sua parte, se doe sem medo. O que importa mesmo é o que você é.
-Mahatma Gandhi

(...) Não deixe o ruído da opinião alheia sufocar sua voz interior. Tenha coragem de seguir seu coração e sua intuição. Eles de alguma forma já sabem tudo que você quer se tornar, tudo o mais é secundário.
-Steve Jobs
O caráter é como uma árvore e a reputação como sua sombra. A sombra é o que nós pensamos dela; a árvore é a coisa real.
-Abraham Lincoln 

"Preocupe-se mais com a sua consciência do que com sua reputação. Pois a sua consciência é o que você é, e a sua reputação é o que os outros pensam de você .E o que os outros pensam, é problema deles".
-Bob Marley
 
Não dê atenção a todas as palavras que o povo diz, caso contrário, poderá ouvir o seu próprio servo falando mal de você; pois em seu coração você sabe que muitas vezes você também falou mal de outros. (Ec 7:21,22)
-Salomão