segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Satisfeito com seus resultados?


Olá senhoras e senhores, é realmente um prazer escrever-lhes novamente. Acredito que até aqui você tenha aprendido muita coisa, ou pelo menos refletido. Acredite, meu cuidado para que você obtenha uma boa reflexão e uma possível melhoria de vida é realmente grande.

Hoje quero falar sobre um assunto que comentei há pouco tempo na faculdade e que realmente me marcou. Estava falando sobre a tríplice contingência de Skinner introduzida na análise do comportamento. É simples: Ocasião que pode ou não produzir uma Resposta que produz consequência. (O – R à C). Isso me levou a pensar na vida em questão, e o que mais leva um ser humano a ter resultados é o próprio pensamento. Claro que isso é o começo do processo, calma pessoa bonita, vou lhe explicar.

A sua vida é um resultado, um mero resultado. Resultado do quê? Das suas ações, simples assim. Porém, suas ações são resultados de como você se sente, ou seja, suas emoções. Antes disso, suas emoções só existem e se manifestam por conta do pensamento. Então teríamos:

Pensamentos à Emoções à Ações à Resultados

Capiche?

O resultado da sua vida é resultado do que você faz. Ações produzem resultados e as ações refletem as emoções. As emoções dependem do pensamento. Ou seja, pensamentos produzem resultados. Simplificando, pensamentos diferentes produzem resultados diferentes através das ações e emoções.

Tu acabaste de entender um princípio básico de vida. Não o esqueça, anote-o na sua testa, na porta da geladeira ou coloque o blog como sua página principal e seja feliz \o/.

Como mudar o pensamento?
Conheço algumas teorias que particularmente não aconselho a usar, como:
-Olhe-se no espelho todos os dias e diga, “sou bonito”.
Sabemos que a única coisa que vai acontecer se você não for bonito é se achar feio e mentiroso. Então, eu diria que não são afirmações que mudam o pensamento, mas perguntas e respostas. Entenda como resposta um comportamento e pergunta uma ocasião. Lembre-se que não existem perguntas sem respostas, porém, a latência entre a pergunta e a resposta não é fixa. Portanto pergunta é o início do pensamento, tanto que seu cérebro busca respostas para as perguntas inconscientemente.

Logo, se você fizer perguntas diferentes obterá respostas e pensamentos diferentes, que por consequência, gerarão resultados diferentes. Em palavras fáceis, as perguntas direcionam o foco do pensamento e o que você focaliza torna-se realidade. Se o cérebro não encontra a resposta, ele a procura até encontrar. Encontrá-las é um alívio!

Perguntas erradas levam o cérebro a buscar respostas erradas. Portanto, foque-se em fazer perguntas que te levem a focar nas possibilidades e nas soluções e não o contrário. Faça perguntas mais abertas, perguntas que permitam muitas respostas e que realmente te leve a pensar em tudo que é possível (não o impossível).
Está satisfeito com os resultados da sua vida? Dá pra melhorar não é? Sempre dá...

“Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”.
Albert Einstein

Nenhum comentário:

Postar um comentário